Nota do Sindicato dos Agentes Penitenciários

 

 

Diante dos recentes fatos, tocantes à operação denominada "Meganha”, que aponta o envolvimento de agentes penitenciários em práticas criminosas, o SINGEPERON, como legítimo representante da categoria, vem a público reafirmar que apoia toda e qualquer ação voltada à moralização no âmbito do setor público, com a justa subtração de indivíduos corruptos do convívio dos trabalhadores que prestam seus serviços com honestidade.

 

O Sindicato enaltece a ação da Polícia Civil, especialmente na pessoa da delegada que esteve à frente dos trabalhos há anos, e defende que a corrupção é uma lástima que deve ser combatida com todo o empenho, nos mais diversos setores públicos, em todas as esferas. No Sistema Penitenciário, onde se convive com milhares de presos, não seria diferente, e o SINGEPERON se posiciona para apoiar a apuração e punição, de quem quer que seja, desde que haja provas, confirmando a culpabilidade.

 

Por outro lado, o Sindicato se posiciona para defender os filiados desde que não se comprove o seu envolvimento. Entendendo que, “a maior parte boa de uma maçã não pode ser injustamente associada a uma pequena parte podre”. A parte podre precisa ser extirpada para que os bons servidores sigam realizando o bom trabalho.

 

Contudo, reafirma-se a importância da operação policial e espera-se que novas operações surjam, pois urge fazer uma limpeza em todo o serviço público, incluindo as instâncias superiores, nas quais as decisões e omissões prejudicam sobremaneira a sociedade.

 

SINDICATO DOS AGENTES PENITENCIÁRIOS E SOCIOEDUCADORES DO ESTADO DE RONDÔNIA – SINGEPERON

 

.........................................................................................................


A Diretoria do SINGEPERON, acompanhada de assessores jurídicos, esteve na manhã de  quinta-feira (9) na sede da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), em Porto Velho, quando se reuniu com os delegados responsáveis e foram obtidas informações atualizadas sobre o inquérito em andamento, que relaciona os agentes penitenciários acusados de participação em organização criminosa, corrupção passiva, prevaricação, entre outros.

 

Os representantes do SINGEPERON ainda estiveram com os agentes penitenciários, na sede da mencionada Delegacia, quando os ouviram e ofereceram suporte, com base nos princípios jurídicos e constitucionais que asseguram a todos o direito de defesa. Os assessores jurídicos do SINGEPERON seguem trabalhando na análise dos autos processuais.

 

MENSAGEM RÁPIDA

2013 -SINGEPERON - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS