Nossa homenagem ao colega Modesto Moreira de Oliveira

 

“Não estou acreditando ainda que você se foi primo. Ainda mais nesse esse mês que completaria 39 anos. Isso que fizeram com você é covardia!”, desabafou uma parente do nosso colega de farda Modesto Moreira de Oliveira.

 

 

Sim! Covardia mesmo! Covardia de alguém que interditou a vida de um trabalhador, jovem, guerreiro,  cheio de planos, feliz, e com motivos de sobra pra viver.

 

 

É só olhar as galerias de fotos em seu perfil no Facebook para perceber o quanto Modesto sabia aproveitar a vida. Você vai conferir registros de diversos momentos, nos quais, quase sempre com ele arrodeado de amigos.

 

 

O colega ainda compartilhou os registros de suas viagens à cidade maravilhosa. Com destaque àquela  foto impressionante da noite musical na Lapa, e das paisagens fascinantes das praias da Região dos Lagos: Búzios, Arraial do Cabo e outras mais.

 

 

Modesto não escondia seu amor pelo Rio, sede do Mengão, seu time do coração. E não se restringia a torcedor apaixonado. Gostava de colocar a chuteira e entrar em campo para as boas peladas com os colegas.

 

 

Mas também amava as águas de Rondônia. Afinal, aqui ele construía um futuro, e plantou e cultivou relacionamentos sadios, amigos e companheiros que se alegravam na sua presença, e que agora se queixam do vazio no peito.

 

 

Aqui, Modesto prestou concurso da Sejus e serviu ao Estado por cerca de nove anos. E em todo esse tempo, trabalhou exemplarmente, de forma dedicada e empenhada no cumprimento do dever.

 

 

No dia 22 de abril ele completaria 39 anos. Estava no limiar da maturidade. E se a vida começa aos 40, ainda começaria a viver. Mas, infelizmente, lhe tiraram até o direito de envelhecer.

 

 

Contudo, amigo Modesto, descanse em paz. Com muita maldade tocaram no seu físico, mas jamais na sua alma, nem em sua essência.

 

 

Você agora se torna eterno em nossa memória, e estará guardado pra sempre no coração de cada Agente Penitenciário de Rondônia e da Família Singeperon.

 

 

 

 Nossa Singela homenagem

 

Diretoria do Singeperon

 

 

 

 

Logo quando teve notícia sobre a morte de Modesto, o Presidente do Singeperon, Sidney Andrade, que se encontrava em Guajará-Mirim, se dirigiu à Ariquemes para dar suporte à família, e acompanhou até o sepultamento que aconteceu por volta das 15 horas desta segunda-feira (10/04). Sidney lamentou e disse que o Sindicato vai cobrar justiça. 

 

MENSAGEM RÁPIDA

2013 -SINGEPERON - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS