Gerente Regional tem três dias para esclarecer a Justiça sobre guaritas irregulares

 

Após pedido de providência do Singeperon, o Juiz de Direito, Edewaldo Fantini Júnior, da 2ª Vara Criminal de Ji-Paraná, despachou respondendo o Sindicato e notificando o gerente Regional da Sejus de prazo de 3 (três) dias para esclarecer a respeito das guaritas de madeiras que estão sendo construídas na Colônia Agrícola de Ji-Paraná, de forma irregular, sem nenhum projeto e com material totalmente inadequado. O presidente Sidney Andrade, acompanhado dos diretores Ronaldo Rocha Maicon Miller, esteve no local e constatou as condições desumanas das edificações e dos iminentes riscos à vida dos servidores.

 

SAIBA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO:

Guaritas irregulares geram riscos em presídios de Ji-Paraná, denuncia Singeperon

 

 

 

MENSAGEM RÁPIDA

2013 -SINGEPERON - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS